sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Alunos inscritos no CLUBE D’ARTES!

Na próxima quarta-feira, dia 26 de janeiro, o Clube d’Artes “começa a bombar” com 19 fantásticos membros!
Relembra-se que este clube é uma atividade extracurricular de periodicidade semanal, com sessões de trabalho à quarta-feira, das 14.30 às 16 horas, na sala 21 da Escola Básica de Mira.
É coordenado pela professora Rosário Figueiredo, com a colaboração das professoras Isabel Henriques e Sandra Pinheiro.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

CLUBE D’ARTES!

O Plano Nacional das Artes do A.E.Mira vai dinamizar um CLUBE D’ARTES, aberto a alunos dos 2.º e 3.º CEB e Ensino Secundário, com encontros à quarta-feira, das 14h30 às 16h00, na sala 21 da EB de Mira!
Se gostas de arte, de criar objetos manuais ou digitais, de representar, de ler em voz alta, de escrever, formaliza a tua inscrição no CLUBE, em pna@escolasdemira.pt, ou fala com a prof.ª Rosário Figueiredo.


 

sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

Festejar com Arte!

O núcleo do Plano Nacional das Artes do A.E.Mira deseja à comunidade educativa que a Cultura e o Património a envolvam nesta quadra festiva! Um abraço com ARTE a todos!





segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Lobos com meias às riscas – imaginário e literatura infantil

A professora de TPIE do 12.ºC2 pediu à coordenadora do PNA que dinamizasse com a turma uma oficina formativa sobre Literatura Infantil.
Assim aconteceu: em duas sessões, realizadas nos dias 18 e 25 de outubro de 2021, Maria do Rosário Figueiredo historiou o passado e o presente da literatura infantil, reviu os autores, editores e portais institucionais de referência, e distinguiu animação para a leitura de animação da leitura. Seguiu-se um debate muito vivo em que, colaborativamente, se caracterizaram as estratégias e técnicas para uma boa interação oral.
No final, deu-se corda ao aprendizado, com a narração de “Oh! Um livro com sons”, de Hervé Tuillet.



O Agrupamento de Escolas de Mira aderiu ao Plano Nacional das Artes!

O Plano Nacional das Artes (PNA) é uma entidade nova instituída pelos Ministérios da Cultura e da Educação, através da Resolução de Conselho de Ministros nº 42/2019, de 21 de fevereiro (vide “Uma estratégia, um manifesto”), que incentiva as linguagens das artes, do património e da cultura a contaminar o currículo e a comunidade, tornando-as veículo para múltiplas aprendizagens e novas soluções educativas.
Com este objetivo em mente, o recentemente empossado núcleo do PNA do AEMira dá as boas-vindas a todos(as) e deseja-vos um ano cheio de ARTE!

sábado, 20 de novembro de 2021

Oficina: fazer papel

No Jardim de Infância de Praia de Mira, a propósito das conversas da educadora Áurea Almeida sobre como se deve reduzir, reutilizar e reciclar, fez-se papel!
Para começar, pesquisou-se no computador sobre as várias formas de fazer papel a partir de desperdícios, descobrindo-se que se podiam utilizar jornais velhos, que se rasgaram em pedaços e se puseram de molho num alguidar.
Ao fim de 3 dias, triturou-se tudo com uma varinha mágica e colocou-se a papa resultante numa bacia cheia de água. Então, foi só mexer e ir à pesca com uma rede, colocando, cada menino, uma fina camada da pasta a secar em cima de folhas velhas de jornal.
Depois das pequenas folhas de papel secas, colaram-se em cima de outras normais e verificou-se que se podia desenhar perfeitamente nelas!
Na próxima vez, os meninos, que ficaram muito animados com esta experiência, irão arranjar uma bacia mais larga e uma rede maior!


Videoclipe do Concurso de Fotografia “GUARDIÕES DE MEMÓRIAS”

O videoclipe contendo as imagens do 5.ºConcurso de Fotografia “Guardiões de Memórias” pode ser visto AQUI.


Entrega de Prémios do 5.ºConcurso de Fotografia

No bonito enquadramento dos jardins laterias da ES/3, realizou-se a Gala de Entrega de Prémios do 5.ºConcurso de Fotografia “Fragmentos de Mira”, intitulado “Guardiões de Memórias”.
Carlos Alves, da Direção do AEMira, abriu a cerimónia, dirigindo algumas palavras de apreço aos presentes. Seguidamente, Eugénia Gabriel, em representação do júri do concurso, enalteceu as fotografias, dizendo-as reveladoras de um olhar atento dos jovens concorrentes.
Depois, um a um, entregaram-se os prémios.


Os alunos classificados em 1.º lugar, Martim Maranhão, do 6.ºE, Rodrigo Simões, do 8.ºB, e Ísis Terrível, do 10.ºA, receberam um envelope com 30€, oferecido por Interschool Portugal, uma medalha gravada, oferecida por Quitérios, S.A., e uma impressão a cores da sua fotografia, oferecida por Foto Zé Manel.
Os distinguidos em 2.º lugar, Lucas Santos, do 6.ºE, e Iara Félix, do 9.ºD, receberam uma novela gráfica, oferecida por Porto Editora, uma medalha gravada, oferecida por Quitérios, S.A., e uma impressão a cores da fotografia premiada, oferecida por Foto Zé Manel.
Os laureados com o 3.ºlugar, Henrique Lé, do 6.ºE, e Ana Rita Rosete, do 7.ºE, receberam um livro, oferecido por Porto Editora, uma medalha gravada, oferecida por Quitérios, S.A., e uma impressão a cores da fotografia, oferecida por Foto Zé Manel.
O Prémio do Público, atribuído a Martim Maranhão, do 6.ºE, constou de uma medalha, oferecida por Quitérios, S.A., um poster da fotografia, oferecido por Artilag, e o álbum fotográfico “Ruralidades”, de Jorge Bacelar, oferecido por Edições Centro Atlântico.

A equipa organizadora deixa um afetuoso agradecimento aos alunos que concorreram e aos elementos do júri que fizeram desta edição do concurso uma etapa bem-sucedida.
Deixa também um agradecimento especial às entidades que sempre o apoiaram e a quem se deve o grande incentivo: Interschool Portugal, Quitérios S.A., Foto Zé Manel, Porto Editora, Edições Centro Atlântico, Artilag, Câmara Municipal de Mira e Museu Etnográfico de Praia de Mira.
Bem-haja a todos.


BiblioTasca | Uma festa de Artes

A pandemia deixou toda a comunidade educativa apreensiva e de sobrolho carregado.
Para “animar a malta” e apresentar de forma divertida e irreverente os livros novos, entretanto comprados com a verba do PNL alocada aos projetos À La Carte e 10 Minutos a Ler, em maio e junho de 2021 a Biblioteca da ES/3 transformou um dos seus espaços num restaurante popular, pondo louça de barro e toalhas garridas nas mesas.
Para operacionalizar o role play, a equipa BE concebeu dois menus, um para os alunos dos 7.º/8.ºanos e o outro para os de 9.ºano/secundário, em que, a par dos pratos do dia (os livros novos), os consumidores/leitores podiam pedir duas espécies de petiscos (poemas), quatro tipos de bebidas (textos e poemas alusivos à água, ao vinho, à sangria – com excertos muito “sangrentos”, e à cerveja - denominada “SerVeja”) e uma sobremesa, que constava de um “fortune cookie” na versão gandaresa, com uma sina embrulhada em papel vegetal lá dentro. Como a refeição era de degustação, a “clientela” podia pedir… tudo!
A decoração do espaço contava ainda com literatura de cordel (anedotas e fotonovelas antigas penduradas em cordas, de parede a parede), uma mesa de take away à porta da biblioteca (em que era possível levar o que houvesse disponível), e um padlet para a crítica “gastronómica” e literária.
Logo no seu início, tornou-se evidente que a BiblioTasca era um acontecimento, com um corrupio de professores a “reservarem mesa” para as suas turmas (20 sessões), no que foram secundados por 5 grupos de docentes, assistentes operacionais e técnicos administrativos da escola (a atividade, planeada para durar quinze dias, acabou por decorrer durante cinco semanas, sempre com marcações).
Durante as “refeições”, a alegria foi um fator dominante: os “comensais”, após “provarem” as iguarias, ofereciam-se para ler em voz alta, individualmente, em pares, em leitura dialogada, em coro e até com fundo musical do telemóvel a acompanhar!
Para abrilhantar a BiblioTasca, foi ainda possível juntar happenings a seis sessões – a declamação da poesia “Liberdade”, de Fernando Pessoa, pela professora Ana Paula Parreira (fantasiada de ébria); e a narração de contos por Sofia Souto Moniz (fantasiada de contadora de outras eras).
Graças a toda esta dinâmica, a atividade deu tanto que falar, que consensualmente foi alargada ao 6.ºano, incorporando a ação “Jantar & Cinema”.



Luís de Camões – a efígie do poeta

Por ocasião das celebrações do 10 de junho de 2021, “Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas”, os alunos do 3.ºano de Praia de Mira, orientados pela professora Maria de Fátima Saraiva, desenharam a efígie do grande poeta.

São esses trabalhos que AQUI se publicam.


Selos de Profissões Antigas

Aqui podem ser vistos selos com profissões antigas, elaborados por alunos do 7.ºA no âmbito de um Domínio de Articulação Curricular (DAC) entre as disciplinas de Português, EPA e Educação Visual.
O trabalho foi orientado pela professora Célia Belo Silva.


Gala de Entrega de Prémios do 5.ºConcurso de Fotografia

A cerimónia de entrega de prémios do 5.º Concurso de Fotografia “Fragmentos de Mira”, com o tema “Guardiões de Memórias”, terá lugar no dia 7 de julho 2021, pelas 17h.
Devido à situação de saúde pública que o concelho de Mira atravessa, a cerimónia terá lugar ao ar livre, no recinto ajardinado lateral da ES/3 Dr.ª Maria Cândida.




Cães únicos e singelos

No âmbito do projeto À la Carte, a pb Rosário Figueiredo animou a leitura na turma de 2.º e 3.ºano da EB de Seixo com “O cão mal desenhado”, de Emma Dodson.
Ora, esta história narra, com muito humor, os desgostos de um cão com o seu aspeto físico! Este enredo levou a que cada menino pegasse num folheto contendo as imagens da transformação do Cão, e, na última página, o desenhasse com traços bem catitas!
O Cão renasceu 20 vezes, em todo o seu esplendor!