sábado, 20 de abril de 2024

Cabelos primaveris

Enquanto o meu cabelo crescia”, de Isabel Minhós Martins, foi o tema escolhido para animar a sessão Arte Conta em que participou a turma de 1.º e 4.ºano da EB de Seixo, da professora Rosa Vinhas.
Os meninos começaram por ouvir a leitura encenada desta história, que se passa no cabeleireiro da Mila, uma especialista em transformar desejos em penteados!
Depois, para a turma aproveitar a oportunidade de estar no Museu do Território da Gândara, houve uma pequena visita guiada!
Seguidamente, e porque estava um lindo dia de sol, fez-se uma atividade lúdica no Jardim.
Desta feita, os alunos foram desafiados a criar cabelos vegetais, pondo sementes de relva no cocuruto de um boneco, elaborado com meias de nylon velhas, recheadas de terra e serradura.
Temos a certeza que, muito em breve, a Primavera fará o seu trabalho e na cabeça destes bonecos irão aparecer maravilhosos “cabelos verdes”!





sexta-feira, 12 de abril de 2024

O medo é para… comer!

O professor José Fernando e a turma de 2.º e 3.ºano da EB de Seixo vieram até ao Museu do Território da Gândara, para usufruir da ação “Semear os Medos”, escolhida do cardápio do projeto Arte Conta.
Contamos como foi: no pequeno auditório do Museu, os participantes começaram por ouvir a história “Félix, o colecionador de medos”, de Fina Casalderrey e Teresa Lima.
Seguidamente, no jardim, imitaram o Félix e escreveram em papelinhos os medos que os perturbavam. Depois, os audazes leram alto o que escreveram, antes de enterrarem os seus temores em vasos e de os cobrirem com terra.
Num futuro próximo, os medos irão desfazer-se e fazer crescer a bela alface plantada por cima!
Sim, caros leitores, nesta atividade os meninos é que vão papar os papões!



segunda-feira, 8 de abril de 2024

Adeus à Exposição!

Para terminar em beleza o corrupio de alunos que visitaram a exposição "Máscaras Rituais de Portugal", a turma do 3.ºano da EB de Praia de Mira esteve no Atrium, acompanhada da sua professora Cláudia Martins.
Os meninos começaram a visita, ouvindo falar de Roberto Afonso, o colecionador destas máscaras, que fez um trabalho notável de recolha.
Depois, puderam percorrer as galerias a belo prazer, admirar os exemplares mais exóticos e partir da sua observação para a pintura de máscaras originais.
Foi um belo adeus do A.E.Mira à exposição, que deixa entre nós muitos admiradores!



sexta-feira, 5 de abril de 2024

CORES DA LIBERDADE | 6.º Concurso de Ilustração

Os 306 trabalhos que deram entrada no 6.ºConcurso de Ilustração do A.E.Mira, “CORES DA LIBERDADE”, já estão disponíveis para visionamento no ÁLBUM publicado na Página do Facebook do PNA_AEMira e no Padlet!
Quem quiser mostrar apreço pelos artistas, pode clicar GOSTO/ ADORO nas imagens do Facebook ou nos © por baixo das gravuras do Padlet, até às 15h do dia 24 de abril.
Haverá uma pequena lembrança para as 4 ilustrações mais votadas pelo público (uma caixinha de lápis de cor) e 12 prémios do júri (belos livros ilustrados) para os desenhos mais criativos e originais de cada ciclo de ensino. 
Haverá ainda, para os 16, a oferta de um poster com a ilustração distinguida (Ver o regulamento AQUI).
O Plano Nacional das Artes do Agrupamento de Escolas de Mira muito agradece o carinho com que os alunos e os professores do nosso Agrupamento participaram no concurso, nomeadamente os das salas dos Jardins de Infância de Carapelhos, Lentisqueira e Portomar, bem como os das turmas das EB de Carapelhos, Lentisqueira e Seixo; do 3.º/4.ºF de Lagoa, do 4.ºM de Mira e do 1.º/2.ºN de Portomar; dos 5.ºA, 5.ºB, 5.ºE, 6.ºB, 6.ºC, 7.ºA, 7.ºC, 7.ºD, 9.ºA, 9.ºB, 9.ºC, 9.ºD, 9.ªE, 9.ºF e, extraconcurso, do 10.ºD.
A terminar, uma menção de reconhecimento aos nossos Mecenas, que com o seu apoio tornam possível esta iniciativa – o jornal Voz de Mira, a Kalandraka Editora, a Porto Editora, a Sebenta Papelaria & Bazar, a Artilag, a Câmara Municipal de Mira e a Direção do Agrupamento de Escolas de Mira.

A todos eles, um abraço reconhecido!



quarta-feira, 20 de março de 2024

IMAGENS DE LIBERDADE | 8.º Concurso de Fotografia

Começou o 8.º Concurso de Fotografia "Fragmentos de Mira", com o tema genérico “Imagens de Liberdade”.
Durante a interrupção letiva e até ao dia 25 de abril de 2024, os alunos do 2.ºceb, 3.ºceb e Ensino Secundário, bem como os elementos da Comunidade Educativa do Agrupamento (assistentes operacionais, técnicos, professores e familiares dos alunos), são convidados a enviar, para fotografias@escolasdemira.pt, imagens que revelem a forma como cada um visualiza a liberdade ou entende o que é ser livre.
Para todas as informações, os interessados devem pedir, nas papelarias das EB2 e ES/3, o folheto contendo o regulamento do concurso, ou consultar a versão digital, disponível para download aqui.
O concurso, organizado pelo Plano Nacional das Artes do Agrupamento de Escolas de Mira, irá atribuir 12 prémios do júri e 2 prémios por voto público!
Conta, nesta edição comemorativa do cinquentenário do 25 de abril, com o mecenato das entidades Junta de Freguesia de Mira, Porto Editora, Quitérios, Foto Zé Manel, Sotiplanta-Viveiros da Quinta, Artilag e Câmara Municipal de Mira e o apoio das Bibliotecas Escolares do AEMira e do Atrium de Mira.
Concorra!
Contribua para a elaboração de um painel criativo de imagens da liberdade!


sexta-feira, 15 de março de 2024

Máscaras inspiradoras!

A coleção de Roberto Afonso, "Máscaras Rituais de Portugal", continua a inspirar os nossos alunos!
Desta feita, foram os de 1.ºe 2.ºano da EB de Portomar que as vieram conhecer e depois participar no ateliê de pintura supervisionado por Carlos Lourenço e Lúcia Martinho.
Fica um agradecimento especial às professoras Ana Paula Pio e Helena Menezes, que acompanharam a turma ao Atrium e se entusiasmaram pela atividade.


quarta-feira, 13 de março de 2024

5.ºE * Um conto que espalha alegria

Para encerrar a residência artística de Marinho de Pina e Raja Litwinoff, os alunos do 5.ºE e a professora Ana Paula Gama foram ao Museu do Território da Gândara ouvir e brincar com o conto do Mali “O chapeleiro e os macacos”.
Foi fantástico ver os alunos, os professores e os mediadores irmanarem-se na alegria contagiante desta história de África.



terça-feira, 12 de março de 2024

Universidade Sénior * uma vida de poesia

Os alunos da turma de Expressão Dramática da Universidade Sénior, do professor Jonathan Margarido, foram convidados pela dupla de artistas residentes, Marinho de Pina e Raja Litwinoff, a participar num workshop poético inspirado em Amílcar Cabral.
Como é de esperar, as dinâmicas sugeridas pelos dinamizadores centraram-se na grande competência destes alunos – a leitura.
Veio-se a descobrir, a páginas tantas, que um elemento da turma, para além de grande leitora, era também intérprete de fado!
A poesia saiu engrandecida!



9.ºD * Jogos poéticos

O 9.ºD, acompanhado da professora Guida Alegrio, esteve no Atrium a participar num ateliê poético dinamizado por Marinho de Pina e Raja Litwinoff .
Tal como é habitual, Marinho de Pina começou por sugerir alguns jogos de expressão dramática, a que os alunos aderiram com entusiasmo.
Quando estavam bem descontraídos, estes jovens conheceram a vida e a obra de Amílcar Cabral, o que levou o mediador a fazer uma proposta ousada – serem eles próprios os revolucionários, criando frases poéticas a partir de jogos de palavras, para registar no papel de cenário.
Assim se fez. 
No final da ação, todos assumiram quanto tinham gostado de ali estar.



5.ºC * Um conto do Mali

Os alunos do 5.ºC, acompanhados da professora Ana Paula Gama, também foram ao Museu do Território da Gândara participar na animação do conto “O chapeleiro e os macacos”, da tradição oral do Mali.
Muito se divertiram e aprenderam!
Liderados por Marinho de Pina e Raja Litwinoff, envolveram-se na narrativa, tocando e cantando.
Foi uma manhã e tanto, a dos aprendizes e a dos dinamizadores, no âmbito da Residência Artística!



5.ºD * Viva África!

A iniciar o segundo dia da Residência Artística de Marinho de Pina e Raja Litwinoff, o 5.ºD, acompanhado pela professora Ana Carvalheiro, chegou ao Museu do Território da Gândara muito contente: ia ouvir um conto do Mali! E com razão, porque esta é a história de um chapeleiro que se põe a ressonar debaixo de uma mangueira e deixa uma horda de macacos roubar-lhe a mercadoria! Quando acorda, atira-lhes as mangas que tem à mão! E os macacos imitam – macaquinhos de imitação!
Marinho de Pina, metamorfoseado em Bamusa, envolveu todos no reconto, com o auxílio de adereços e instrumentos musicais.
Foi o máximo!



segunda-feira, 11 de março de 2024

9.ºB * Conhecer Amílcar Cabral

Para encerrar o primeiro dia da Residência Artística, Marinho de Pina e Raja Litwinoff receberam o 9.ºB, que se apresentou acompanhado pelas professoras Rosário Figueiredo e Ernestina Tiago. 
Foi uma sessão sensacional!
Os alunos, primeiro algo tímidos, pouco a pouco deixaram-se enredar pela atmosfera alegre e divertida criada pelos dinamizadores.
Já rendidos, ousaram desenhar, escrever e improvisar rap, inspirados pela poesia de Amílcar Cabral.
Fica a “foto de família”, para se aferir o excelente trabalho realizado por este grupo.




9.ºE * Ateliê de poesia com Marinho de Pina

No âmbito da Residência Artística de Marinho de Pina e Raja Litwinoff, o 9.ºE, acompanhado dos professores Carlos Freitas e Marta Tavares, participou no ateliê de poesia de Amílcar Cabral.
Contamos como foi: no auditório do Atrium, com as bancadas recolhidas, os alunos começaram por fazer jogos de expressão dramática, para ficarem mais à vontade. Seguiu-se um momento multimédia em que, através de imagens e de um rap interpretado por Marinho, ficaram a saber quem era Amílcar Cabral e o papel que desempenhou na independência da Guiné-Bissau.
Chegou depois a poesia. Foi primeiro lida, cantada, para depois ser acrescentada no papel de cenário colocado no chão.
Á saída da sessão, todos levaram postais com um poema de Amílcar Cabral, para que a sua arte não esqueça e frutifique.




5.ºB * Residência Artística

Coube a sorte ao 5.ºB, no âmbito da aula de HGP, de ser a primeira turma a ir ao Museu do Território da Gândara participar na dinamização do conto “O chapeleiro e os macacos”, da tradição oral do Mali, registada por Baba Wague Diakite.
A partir do momento em que o grupo entrou no Museu, os alunos vivenciaram a transformação do espaço num labirinto, em que em cada sala ou corredor havia narração, canto, dança ou batuque.
Graças aos adereços disponíveis, os alunos foram também atores, interiorizando a diversidade cultural que representavam.
Quando se lhes perguntou no final se tinham gostado, os alunos disseram: Não! Adorámos!
Foi uma experiência imersiva, agigantada com o talento de Marinho de Pina, bem secundado por Raja Litwinoff e pelo staff do Museu e do PNA da escola.



domingo, 10 de março de 2024

Um passeio em cheio!

Neste dia em que celebramos a liberdade de expressão, apraz-nos noticiar que os alunos do 1.ºano da EB de Praia de Mira, acompanhados da professora Cristina Ferreira, estiveram na quinta-feira, no Atrium, para ver a exposição de máscaras e participar no ateliê de pintura.
Os meninos gostaram tanto! Puderam percorrer as galerias da casa-museu, ver objetos fantásticos e pintar com guache! 
Foi uma saída em cheio!



sábado, 9 de março de 2024

Uma aula de HGP diferente!

Na aula de História e Geografia de Portugal, os alunos do 5.ºA foram ao Atrium visitar a exposição "Máscaras Rituais de Portugal" com a professora da disciplina, Rosário Figueiredo.
Depois de observarem as máscaras e de ouvirem a professora falar da importância do património na construção da nossa identidade, criaram as suas, sob o olhar atento de Carlos Lourenço e Martha Domingues.



sexta-feira, 8 de março de 2024

8 de março, Dia da Mulher

Na esteira das comemorações do cinquentenário do 25 de abril, evocamos o Dia Internacional da Mulher com a lembrança de três artistas que se opuseram à ditadura:
* Maria Lamas, escritora e fotógrafa. Viajou extensivamente em Portugal e capturou, com sensibilidade feminina, imagens de outras mulheres.
* Maria Helena Vieira da Silva, pintora. Uma artista que ousou singrar num meio essencialmente masculino.
* Paula Rego, artista plástica. Na tela contou mil histórias protagonizadas por mulheres.

O Plano Nacional das Artes do A.E.Mira envia um abraço fraterno a todas as mulheres.



quinta-feira, 7 de março de 2024

Marinho de Pina e Raja Litwinoff em Residência Artística

Será já nos próximos dias 11, 12 e 13 de março que Marinho de Pina, artista guineense, e Raja Litwinoff, mediadora cultural, estarão em Mira, a dinamizar quatro atividades com um conto do Mali e quatro ateliês com poesia de Amílcar Cabral.
Estas ações, que se inserem no programa comemorativo do cinquentenário do 25 de abril, têm a chancela do Plano Nacional das Artes do A.E.Mira e o patrocínio da ONG Engagement Global, da editora Falas Afrikanas, da Câmara Municipal de Mira, do Atrium e do Museu do Território da Gândara
O cronograma está disponível AQUI.







terça-feira, 5 de março de 2024

Máscaras inspiradoras!

O 5.ºB, acompanhado das professoras Júlia Leigo e Rosário Figueiredo, foi visitar a coleção de Roberto Afonso, "Máscaras Rituais de Portugal", que se encontra no Atrium.
Confessamos que foi uma visita muito ruidosa!
Para além de a turma ser a maior do quinto ano, várias alunas ficaram tão entusiasmadas, que até tiraram apontamentos dos sinópticos identificativos!
Depois foi um corre-corre, para desenhar e pintar uma reprodução a gosto.
No final, estes jovens fizeram questão de serem fotografados com o seu trabalho, junto da máscara inspiradora!



segunda-feira, 4 de março de 2024

Marinho de Pina | Residência Artística nos dias 11, 12 e 13 de março


Com organização do Plano Nacional das Artes do A.E.Mira e com o alto patrocínio da ONG Engagement Global, da editora Falas Afrikanas, da Câmara Municipal de Mira, do Atrium e do Museu do Território da Gândara, Marinho de Pina, artista multidisciplinar e investigador guineense, estará em Mira, para desenvolver uma residência artística, nos dias 11, 12 e 13 de março.
No baú trará um conto do Mali, para narrar e brincar com quatro turmas do 5.ºano, e a poesia de Amílcar Cabral, como matéria incendiária para quatro ateliês de leitura em voz alta, com turmas do 9.ºano e a de Expressão Dramática da Universidade Sénior.
 
Apontamento biográfico
Geraldo Pina, conhecido por Marinho de Pina, nasceu em Sonaco, uma cidade a 170 Km de Bissau e licenciou-se em arquitetura. Frequenta, presentemente, o programa de doutoramento do Instituto Universitário de Lisboa.
Ao descrever-se, diz que gosta mais de dúvidas do que de certezas inflexíveis. Confessa que sonhou em ser santo, sonho que morreu quando descobriu que o pecado era mais saboroso. Tem a mania de que é engraçado, só porque o seu sobrinho de quatro anos adora as suas palhaçadas.
Assume-se como um verbómano inveterado (papiadur nkurbado) que gosta de contar histórias, sejam na oralidade, na escrita, visuais, em desenho, em fotografia, em arquitetura, em arte performativa ou em música, enfim, qualquer coisa que possa servir para não se manter calado.
Tem um livro publicado e participação em alguns outros. Já ganhou prémios de escrita e de música com o grupo musical Os Malgossados. Organiza workshops de escrita criativa e eventos de Slam Poetry. Fez parte do coletivo BIBLIOTERA, que participou na Anozero |Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra.
O seu filme “Ressonância em espiral”, em parceria com a realizadora portuguesa Felipa César, fez parte da seleção oficial de 2024 do Festival de Berlim e foi exibido no final de fevereiro no Museu de Arte Moderna (MoMA) em Nova Iorque; em março, irá integrar o Festival Cinéma du Réel, que terá lugar no Centre Pompidou em Paris.

Site: https://marinhopina.com
Blog: https://montedepalavras.blogspot.com